Tim Lopes - Medalha Jorge Careli de Direitos Humanos

Apresentação da entrega da Medalha Jorge Careli de Direitos Humanos pela ASFOC- Associação dos Servidores da FIOCRUZ, em 9 de agosto de 2002 ao TIM.

 A Executiva Nacional da CUT, somando-se às entidades sindicais de jornalistas de todo o país, publicou uma nota analisando o fim trágico de um grande profissional:

"Tim Lopes foi morto por querer denunciar o tráfico de drogas e o crime organizado. Ele foi assassinado porque se sua reportagem fosse ao ar as autoridades seriam forçadas, ou pelo menos constrangidas, a agir, causando incômodo à 'utopia possível', onde governo, Estado e parte da sociedade fingem que nada acontece. O brutal  assassinato de Tim Lopes choca-nos, mas esperamos que sua morte não tenha sido em vão. Além de buscar e punir os culpados, é necessário desmontar a estrutura e suas causas, sob pena de continuarmos a ter vários outros Tins Lopes, também vítimas de um sistema estúpido, excludente e irresponsável".

Como cidadão, Tim Lopes sempre procurou amenizar as desigualdades e combater as injustiças sociais, determinantes do quadro de violência que ele tantas vezes denunciou em suas matérias.

Como profissional viveu a "paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade", assim descrita por Gabriel Garcia Marquez:

"Quem não sofreu essa servidão que se alimenta dos imprevistos da vida, não pode imaginá-la. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte."

Convidamos a Sra. Alessandra Wagner para receber a Medalha Jorge Careli, que será entregue por Christina Tavares, Coordenadora de Comunicação Social da Fiocruz.

 

Fechar